Ações

Dentre outras, as ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

  • Geração, sistematização e difusão de conhecimentos sobre restauração florestal;
  • Divulgação de experiências de restauração na Mata Atlântica, considerando seus aspectos técnicos, socioeconômicos e operacionais;
  • Captação e mobilização de recursos para apoio a ações e projetos de restauração florestal;
  • Contribuição para formulação e implementação de políticas públicas que contribuam para a restauração florestal na Mata Atlântica;
  • Monitoramento dos projetos de restauração e avaliação de seus resultados;
  • Valoração dos serviços ambientais ou ecossistêmicos oferecidos para a sociedade pelas áreas remanescentes e em restauração, reforçando sua importância para a qualidade de vida e os meios de produção, aproveitando oportunidades nos mercados de carbono e água;
  • Geração e ampliação das oportunidades de trabalho e renda na cadeia produtiva da restauração florestal em regiões de domínio da Mata Atlântica;
  • Integração dos atuais esforços e estabelecimento de parcerias estratégicas para a cooperação entre signatários do Pacto visando a adequação ambiental de propriedades rurais ao Código Florestal;
  • Desenvolvimento e disseminação contínua de tecnologias e conhecimentos visando ampliar a escala das ações de restauração, otimizar e promover a melhoria da qualidade de seus resultados, e contribuir para a diminuição dos custos de restauração florestal;
  • Promover e incentivar a realização de oportunidades de capacitação e qualificação dos diferentes atores envolvidos em ações e projetos de restauração florestal;