Do que eu falo quando falo sobre DIVERSIDADE - por Ludmila Pugliese



Quanto mais leio, escuto e reflito percebo como a questão de gênero é atual e necessária. Este sentido de urgência me faz buscar mais informação, que pode vir de diferentes formas. Neste último sábado estive na CASA DO SABER, um espaço multidisciplinar com uma proposta muito bacana (nasceu com a ideia de compartilhar filosofia e tomar vinho!!!), para participar de uma palestra sobre o tema de “Liderança e Diversidade Hoje: As Mulheres nas Corporações”. Como era de se esperar, os dados apresentados indicam que, no pipeline das empresas, há uma redução significativa na representação de mulheres conforme se aumenta o nível e poder decisório nas organizações. Tanto que no Brasil, o número de mulheres em posição de conselhos ou presidência é inferior a 15%.

Mas isso não se deve à falta de mulheres competentes. E os exemplos de sucesso são muitos, na verdade uma penca delas estão por aí, em todas a áreas. Então porque será que essa curva é tão acentuada, porque muitas ficam pelo caminho no processo de progressão de carreira? As explicações são muitas, passando por questões culturais, preconceito inconsciente, viés no processo decisório, entre tantas outras.

Interessante notar que este comportamento não se restringe ao mundo corporativo. Entre os membros filiados ao Pacto por exemplo, apenas 35% de mulheres aparecem como representantes das instituições. No conselho, a questão se torna mais crítica; entre 18 representantes, apenas 1 é mulher. Então como fazer para mudar esse quadro?

A resposta a esta pergunta não é trivial, tenho certeza que ela não está em uma meta matemática de igualar posições, não se trata de entrincheiramento. É claro que a questão de gênero é a mais fácil de diagnosticar, mas tenho cada vez mais a certeza que o sucesso de qualquer grupo está no acolhimento à diversidade, igualando oportunidades, com respeito e empoderamento. Pois é, mas como caminhar neste sentido?

Esse Blog é parte de uma série de ações que o GT Diversidade (agora com novo nome!), estará promovendo para apoiar o início de uma mudança nas esferas em que atuamos. Esperamos aqui contar estórias que sirvam de inspiração e que fortaleçam a diversidade de opiniões dentro das instituições e nas ações do PACTO.

Se você também concorda com isso, junte-se a nós! Conte sua estória e entre em contato; Ficaremos feliz em perceber que a tal da diversidade, tão desejada por nós, não está apenas nos objetivos dos nossos projetos, mas realmente inserida no nosso mindset.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 Pacto pela Restauração da Mata Atlântica