Atualmente, o PACTO conta com sete grupos de trabalho e qualquer signatário pode participar de um GT de sua escolha, sendo as atividades voluntárias, e em sua maioria não remuneradas.

O GT Diversidade, atuando inicialmente com a temática de gênero, tem como missão transformar horizontes por meio da equidade nas ações do Pacto e do apoio à representação qualificada e engajamento, criando oportunidades nas agendas de restauração. Possui os seguintes objetivos:

 - Promover a capacitação de diferentes grupos de interesse, buscando a integração de gênero e restauração;  

 - Elaborar estratégias e mecanismos de comunicação relacionados à temática de gênero em restauração;

 - Fortalecer a incidência política e institucional, com foco em equidade de gênero, em espaços estratégicos.

O GT Técnico-científico aborda, principalmente, o desenvolvimento de tecnologias e protocolos de restauração ecológica a serem repassadas através de cursos de capacitação para os práticos e executores de ações e projetos de restauração.

O GT de Economia da Restauração tem como objetivo somar esforços de diversos atores envolvidos nesta temática para reunir informações e gerar soluções em termos econômicos para a restauração no bioma Mata Atlântica. Um grande gargalo que se apresenta atualmente é o custo demandado para os insumos e atividades de restauração. Sendo assim é essencial viabilizar técnicas menos onerosas de restauração para que seja possível atingir a escala necessária, em meio à degradação. Outras frentes de trabalho deste GT dizem respeito à aglutinação de informações a respeito de trabalhos existentes sobre o tema Economia da Restauração e identificação de gargalos e propostas de novos trabalhos que possam gerar modelos específicos que possam permitir a geração de renda com a restauração, através dos produtos da sociobiodiversidade da Mata Atlântica, sejam madeireiros ou não madeireiros.

A comunicação entre as instituições que trabalham com a restauração na Mata Atlântica, através deste GT, é fundamental para reunir conhecimentos e trabalhar de forma conjunta para alcançar um objetivo comum que é a restauração deste importante Bioma, que é a Mata Atlântica. Contribua você também.

O GT de Captação de Recursos prospecta oportunidades econômicas e mecanismo financeiros capazes de dar suporte econômico as atividades do Pacto, incluindo os custos de gestão e articulação (secretaria e coordenação), capacitação, publicações, realização de oficinas, entre outros.

O GT de Políticas Públicas identifica gargalos jurídicos e legais na perspectiva de transformar a restauração florestal em uma oportunidade econômica, geradora de emprego e renda.

 

O GT de Política Pública atua no desenvolvimento de ações estratégicas para influenciar formuladores de política pública e tomadores de decisão a adotarem políticas e ações que resultem na restauração florestal da Mata Atlântica. Neste sentido, as principais linhas de ação deste GT são:

 

a)     Posicionamento Político do movimento frente a temas importantes para a agenda da Restauração Nacional por meio da divulgação de notas específicas na página do Pacto e outros meios de comunicação;

 

b)    Articulação Institucional com governos Federal e Estaduais da Mata Atlântica, bem como coletivos como, por exemplo, a Coalizão pelo Clima, o Observatório do Código Florestal, a Rede de ONGs da Mata Atlântica e a Indústria Brasileira da Árvore que resultem no fortalecimento da agenda de restauração no Brasil;

 

d)    Fortalecimento de iniciativas que alavanquem ações de restauração em larga escala na Mata Atlântica como, por exemplo, editais de fomento, regulamentação dos Programas de Regularização Ambiental (PRAs) estaduais e mais transparência e eficiência no uso dos recursos de compensação/ compensatórios/ TACs que prevejam ações de restauração florestal.

O GT de Inteligência Geoespacial reúne, sintetiza e disponibiliza informações de interesse comum, ao mesmo tempo que identifica lacunas que precisam ser abordadas. Este GT também é responsável por espacializar todas as informações necessários ao planejamento de ações de restauração nas escalas local, de paisagem e no nível de toda a biota Atlântica.

O GT de Comunicação auxilia na divulgação do produtos e resultados do pacto, na comunicação com público interno e externo e na inserção nas mídas sociais

 

Se você tem interesse de participar dos GTs ou tem alguma questão relevante para o grupo, envie sua solicitação para secretariaexecutiva@pactomataatlnatica.org.br que encaminhará sua dúvidasugestão ao representante dos GTs

Para mais informações sobre as funções e de cada instância mencionada acima, consulte o documento Protocolo do Pacto.

Grupos de trabalho

 
 
 
 
 

© 2016 Pacto pela Restauração da Mata Atlântica